NOTÍCIAS

Agência Minas Gerais | Copasa entrega obra de revitalização da Estação de Tratamento de Esgoto de Teófilo Otoni

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) entregou, nesta quarta-feira (15/5), as obras de reforma e revitalização da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. As intervenções vão garantir a eficiência do serviço de tratamento de esgoto, contribuir com a saúde da população e preservar o meio ambiente.

Com investimentos de cerca de R$ 5,2 milhões, a obra, iniciada pela Copasa em 2022, proporcionou benefícios à economia da cidade, com a geração de 20 empregos temporários durante sua realização. “Com a reforma da ETE, aumentará a eficiência no processo de tratamento de esgoto da unidade, contribuindo para o lançamento do efluente tratado praticamente sem danos ao meio ambiente”, explica o gerente da Unidade de Serviço de Expansão Leste da Copasa, Fabricio Fideles.

Para o gerente da empresa no município, Aldo Jose Diniz, a reforma da ETE reafirma o compromisso da Companhia em cuidar da água, seja potável ou de esgotamento de toda a população de Teófilo Otoni, trazendo melhoria da qualidade de vida da população.

“A reforma garantiu a eficiência da unidade no tratamento de esgoto, melhorou as estruturas existentes, garantiu a segurança com implantação de guarda-corpos tornando a unidade apta para receber visitas de estudantes escolares nas ações de educação ambiental”, explica Aldo.

Abastecimento

Outras duas obras da Copasa no sistema de abastecimento de água do município começaram a ser executadas em abril e estão previstas para serem entregues até abril de 2025. 

Uma delas, orçada em R$ 7,4 milhões, prevê a ampliação do sistema com a implantação de novas redes de diversos diâmetros – garantindo um abastecimento com maior qualidade, regularidade e continuidade a toda população de Teófilo Otoni.

Outra obra, que deve ser entregue até dezembro deste ano, é a implantação de Distritos de Medição e Controle (DMCs), medidores de vazão, válvulas redutoras de pressão, um booster, além da substituição de 8.366 metros de redes de distribuição de água tratada. 

O objetivo desta intervenção, cujo investimento será da ordem de R$ 6,2 milhões, é reduzir e controlar as perdas de água no município. 

Benefícios

O tratamento de esgoto traz benefícios diretos à população, como a erradicação de doenças de veiculação hídrica, o controle da proliferação de vetores, a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

Além disso, proporciona benefícios sociais, econômicos e voltados à melhoria das condições de saúde e qualidade de vida. Entre outras vantagens, possibilita que a cidade receba o ICMS Ecológico, um meio de incentivo aos municípios para a criação de mais áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade dos espaços já existentes.

A intervenção possibilitou ainda o aumento da arrecadação do município, que recolheu os Impostos Sobre os Serviços (ISS) prestados pela empresa contratada para execução da obra.