NOTÍCIAS

Com recordista mundial, Treviso realiza Highline inédito na pedra dos Dois Dedos

Fotos: Anderson Machado

Ação de alto impacto organizado pelo Instituto Alouatta em parceria com a ANDAR – Associação de Turismo de Treviso, visa promover o turismo de natureza no município

Treviso, um dos menores municípios da região Sul catarinense guarda uma natureza gigante, repleta de vales, cachoeiras e montanhas, apontando um belo caminho para o ecoturismo e o turismo de aventura. Assim, a Associação de Turismo de Treviso (ANDAR) e o Instituto Alouatta traçaram planos de ação para promover o turismo de natureza do município.

Com o sloganAqui a Natureza Encanta e Desafia a Andar“, um dos projetos foi levar a Treviso o recordista mundial de Highline — uma vertente do slackline, praticada em grandes alturas como montanhas, prédios e pontes —, Rafael Bridi, para uma fazer a travessia sobre a icônica Pedra dos Dedos. O feito foi realizado nos dias 20, 21 e 22 de fevereiro e envolveu mais 10 profissionais entre equipe do highline, escaladores e equipe de produção.

Rafael Bridi — o atleta que detém dois recordes mundiais de highline no Guinness Book — fez a travessia na Pedra dos Dedos, formação rochosa que é símbolo do município e que ganhou o apelido pela semelhança com os dedos de uma mão humana. Bridi percorreu 120 metros de distância, a cerca de 30 metros de altura, sobre uma fita de apenas 2,5 centímetros de largura. Tudo isso em meio à beleza cênica das encostas da Serra Geral.

“A proposta maior é promover Treviso como um local ideal para turismo de aventura e para desfrutar de suas atrações naturais, que se combinam com a grandiosidade da Serra Catarinense e os cânions que cercam a cidade”, ressalta Bridi., que também é sócio-fundador da Natural Extremo, empresa que oferece atividades como o Salto de Pêndulo e a Tirolesa de Bike, em Urubici. Como empresário, ele transforma o Highline em mais uma ferramenta para a promoção do ecoturismo em localidades ainda pouco conhecidas pelos viajantes. “Não é apenas superação de limites pessoais, é também uma forma de inspirar outras pessoas a conhecerem de perto as belezas da região”, afirma.

Além dos amigos e parceiros de Highline, Chico Amorin, Luis Felipe e Klaus Schlickmann, também estiveram envolvidos na atividade os escaladores Tiago Meister (Tattu), Filipe Ronchi, Eric Vargens e o presidente da Associação de Montanhismo Serra Geral Elias Caetano, que auxiliaram nas ancoragens do
Highline. “Um dos lados da Dois Dedos é acessível por uma modalidade de escalada que não domino. Assim, nada melhor do que agregar pessoas com o mesmo espírito de aventura e muito conhecimento técnico”, afirma Bridi.

Créditos: Paulo Cadallóra