NOTÍCIAS

SP e Kondzilla anunciam projeto para beneficiar artistas da periferia





Lançamento de primeiro videoclipe do projeto “Clipe da Quebrada” ocorre nesta terça-feira (25), na Fábrica de Cultura Parque Belém



Produtor musical KondZilla

Em parceria inédita entre o produtor musical KondZilla e a Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, será lançado uma vez por mês um videoclipe de artistas da periferia de São Paulo. O primeiro deles será lançado nesta terça-feira (25), às 16h, na Fábrica de Cultura do Parque Belém e faz parte do projeto “Clipe da Quebrada”, que tem como objetivo democratizar o acesso à cultura, auxiliando artistas independentes na divulgação de seu trabalho autoral.

Chamado de “Janela de Busão”, o primeiro projeto a ser divulgado conta a história de MC RT7, nome artístico de Robert Magalhães, de 25 anos, morador da Cidade Tiradentes e que divide a carreira de MC com o trabalho de construção civil. Como diz a letra do videoclipe, todo dia o autor tem “quatro horas de terapia, duas para ir e duas para voltar” na ida ao serviço, que utiliza para pensar sobre suas canções e refletir sobre alternativas de como construir sua carreira autoral. Com produção de Selokoobeats, junto com MC RT7 também foi selecionada para a execução do videoclipe a produtora Monomito Filmes, do diretor Lincoln Pires, localizada no bairro do Itaim Paulista.

Como funciona o projeto

Kondzilla apadrinha o projeto que irá destinar R$ 5 mil para uma produção de clipe por mês. A cada mês, um projeto será escolhido pelas Fábricas de Cultura, programa da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas que apoia jovens talentos das periferias; e pela Associação Paulista dos Amigos da Arte (Apaa), organização social também ligada à Secretaria da Cultura.

As Fábricas de Cultura serão responsáveis pela escolha do artista que terá seu clipe contemplado com a verba, oriunda da Apaa. Esses equipamentos do Governo do Estado de São Paulo – são 15 ao todo – já são muito frequentados por jovens artistas da periferia, que utilizam seus estúdios para gravar e seus espaços para compor e divulgar seu trabalho. Já a Apaa irá, primeiramente, receber cadastros de produtoras interessadas em concorrer à verba, para depois fazer a seleção de qual irá realizar a produção do clipe escolhido pelas Fábricas.

“Essa iniciativa visa estimular o empreendedorismo cultural criativo das periferias de São Paulo. É uma forma de promover o encontro entre os talentos da região e gerar renda através da cultura”, explica Marília Marton, secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativa do Estado de São Paulo.

As produtoras interessadas em produzir os videoclipes podem se inscrever pelo e-mail audiovisual@amigosdaarte.org.br. Qualquer artista pode participar, desde que grave a música nos estúdios das Fábricas de Cultura. O projeto é um Programa da Secretaria da Cultura e que ocorrerá uma vez por mês, sem prazo para ser finalizado, a começar pelo dia 25 de junho.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap