FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
07/08/2018   

Denúncia: prefeitura teria favorecido empresários em cessão de terrenos em Ponta Grossa

VIA CONEXÃO CAMPOS GERAIS

E o Ministério Público está a apurar uma denúncia de direcionamento de doações de terrenos e favorecimento de empresários por parte da prefeitura de Ponta Grossa, (des) administrada pelo prefeito-selfie, Marcelo Rangel (PSDB).

Diz o Portal ARede, o seguinte:

O vereador Jorge da Farmácia (PDT) levou nesta segunda-feira (6) à tribuna da Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) uma denúncia sobre o funcionamento da empresa Master Cargas – segundo os documentos apresentados pelo parlamentar, a companhia que trabalha com a logística de companhias como a Crow, Cargill e Tetra Pak estaria funcionando de forma irregular. Jorge contou a reportagem do Jornal da Manhã e do portal aRede que os documentos foram entregues a ele de forma anônima.

A reportagem teve acesso aos documentos que também foram enviados ao Ministério Público. Neles um empresário afirma (de forma anônima) que procurou a Prefeitura de Ponta Grossa em 2016 com a intenção de instalar uma empresa no Distrito Industrial e buscou informações sobre como proceder legalmente nesse sentido. No entanto, a mesma área que teria sido doada a esse empresário também foi doada a Master Cargas.

Ainda de acordo com o documento, a Master Cargas realizou a construção de um barracão nessa mesma área sem a apresentação do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), necessário para qualquer construção acima de 1 mil M² - a falta do EIV teria emperrado a iniciativa do empresário que denunciou a situação.

O portal aRede e o JM entraram em contato com o Ministério Público e a assessoria do promotor Marcio Dantas confirmou que recebeu a documentação, mas destacou que não teve tempo hábil para analisa-la. Na Câmara, Jorge da Farmácia destacou que a situação deve ser acompanhada pelo Legislativo Municipal e sugeriu a abertura de uma Comissão Especial de Investigação (CEI) para apurar o caso – Jorge ocupa o cargo de primeiro secretário e por isso não pode ser autor do pedido de criação da CEI.

“Temos que acompanhar de perto essa situação e saber se não existem outros casos semelhantes no Distrito Industrial”, explicou.

Posicionamento da Prefeitura - A Prefeitura Municipal informa que há uma notificação com prazo corrente para que a empresa cumpra o instaurado no referido documento, que solicita o atendimento ao disposto no Código de Obras; caso o prazo não seja atendido, serão tomadas as medidas cabíveis determinadas pela legislação municipal. Link: http://m.arede.info/ponta-grossa/224989/vereador-de-pg-pede-investigacao-sobre-funcionamento-de-empresa
+++

REVEJA MAIS SUSPEITAS SOBRE O TAL DO LIXO EM PG:
 

O contrato do lixo de R$ 76,9 milhões e os R$ 525 mil em aditivos

Prefeita substituta dá mais R$ 759 mil reais à empresa de lixo em Ponta Grossa





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



URNAS FRAUDADAS

BOLSONARO EVOLUI

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X