FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
10/07/2018   

Investidores seguem caindo fora diante do quadro de insegurança jurídica e da instabilidade política no Brasil

E os investidores estrangeiros estão puxando o carro, tirando seus dólares e investimentos do Brasil em face da total insegurança jurídica e da instabilidade política no Brasil.

A maioria dos grandes investidores veem um Brasil perdido na corrupção, com políticos que cometeram grandes crimes contra o País ainda impunes e até absolvidos pelas Supremas Cortes.

O último episódio causado pelos petistas com seu desembargador fanfarrão, na frustrada tentativa de golpe para libertar o chefe do Quadrilhão, Lula, repercute muito mal em todo o lugar e, somando as várias solturas de bandidos políticos e também de criminosos perigosos pela Suprema Corte de Justiça do País, o STF, deixa o Brasil numa situação muito complicada.

Outro fator que influencia na retirada dos investidores de grosso calibre é a total instabilidade política.

O Brasil está indo para eleições com urna venezuelanas, SEM REFORMA POLÍTICA DE VERDADE, dividido, podendo ter grande número de abstenções e ainda amargar um pós-eleições que  beira uma guerra civil.

Tudo isso gera uma percepção de uma situação econômica caótica semelhante ao que ocorre na Venezuela.

O JORNAL VALOR ECONÔMICO REPORTA A SITUAÇÃO

A despeito da queda do dólar, o Ibovespa acentua as perdas nesta tarde, diante da falta de entusiasmo dos investidores com a bolsa brasileira e a cautela que ainda predomina em relação ao mercado local.

Às 15h10, o Ibovespa operava em queda de 0,66%, aos 74.519 pontos, perto da mínima do dia. O giro financeiro é de R$ 5,5 bilhões.

O movimento de acomodação do dólar em níveis mais baixos hoje deveria representar para a bolsa um alívio de curto prazo, em especial depois da alta dos ativos brasileiros na bolsa de Nova York ontem. As ações chegaram a esboçar esses ganhos no início do dia, mas acabaram perdendo força, confirmando que o investidor ainda prefere evitar ampliar exposiçãom a ativos brasileiros.
 

O fato é que o cenário previsto pelos investidores e pelo mercado de maneira geral é o pior possível para 2019 no Brasil.

Tudo tende pela ruptura institucional de fato.

(Post de Emerson Rodrigues, blogueiro, editor geral do FCSBR, aos blogues da mídia livre no Brasil e no Exterior [email protected]) 


REVEJA>>>

 





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



MORO MINISTRO

SÉRIE SOBRE EUA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X