FCS Brasil
Eli Corrêa Fernandes
15/11/2015   

Artigo: é tempo de corrigir esta injustiça

Algum tempo atrás, já escrevi sobre este tema. E novamente, sendo prudentopolitano nascido e criado nesta bendita terra de Prudentópolis, volto a dizer que deve ser corrigida uma tremenda injustiça cometida contra a memória de AFFONSO ALVES DE CAMARGO, raiz de tradicional família do Paraná, avô do então deputado federal Affonso Alves de Camargo Neto, de saudosa memória.

O primeiro Affonso, ao qual me refiro, nasceu em Guarapuava em 25 de setembro de 1873, filho de Pedro Alves da Rocha Loures e Francisca de Camargo Loures, faleceu em Curitiba em 16 de abril de 1959, com 86 anos de idade. Foi deputado estadual pela região de Guarapuava.

Em outros tempos havia rua importante da cidade que era nominada de AFFONSO ALVES DE CAMARGO. No entanto, constatamos que os mandarins de plantão em certa época, espancaram a  nossa história local,  tiraram esse nome e puseram outro.

A LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO DE PRUDENTÓPOLIS estabelece em seu artigo 11, inciso IV que é vedado ao Município “alterar a denominação de logradouros e bens públicos municipais, que contenham nomes de pessoas, fatos históricos ou geográficos, EXCETO para corrigir injustiças históricas, mediante projeto de lei devidamente fundamentado, aprovado por dois terços dos vereadores e transformado em lei”.

Levanto aqui novamente a bandeira para se corrigir a flagrante injustiça cometida contra a memória de AFFONSO ALVES DE CAMARGO, que foi um parlamentar brilhante e atuante no seu tempo, responsável pela autoria e aprovação da lei que criou Prudentópolis, desmembrando de Guarapuava.

Adentrando na história do nosso município de Prudentópolis, reproduzo aqui as palavras do próprio AFFONSO ALVES DE CAMARGO, então Deputado Estadual do Paraná, com o vocabulário ortográfico da época, que serviram de justificativa ao projeto de lei de sua autoria, que recebeu o apoio de destacados deputados da época, dentre os quais, VICTOR DO AMARAL, E. WESTPHALEN, E. STELFELD, CÂNDIDO DE ABREU, CLAUDINO DOS SANTOS e GENEROSO MARQUES: “JUSTIFICATIVA do Projeto apresentado ao Congresso Legislativo do Estado do Paraná, em 14/02/1906, pelo parlamentar AFFONSO ALVES DE CAMARGO, criando o município de Prudentópolis, que originou a LEI nº 615, de 05 de Março de 1906.

 "O sr. Affonso Camargo: Sr. Presidente, há muito que os habitantes da prospera colonia de Prudentópolis desejam a sua emancipação, nos negócios que dizem respeito ao departamento municipal. População densa, e que hoje conta com elementos extraordinarios, sendo talvez um dos principaes centros do Estado, o celleiro, podemos dizer, das regiões circumsvisinhas, é natural, srs., esse desejo d´aquelles habitantes, que, se não em engano, já se dirigiram a este Congresso, pedindo a sua emancipação, isto é, a creação de município. E esse requerimento, que foi á Câmara Municipal de Guarapuava, para dizer se effectivamente o atual districto de São João do Capanema estava em condições de ser elevado a município, esse requerimento penso que teve informação favorável d´aquella corporação.

E não podia deixar de ter, sr. Presidente, porque, um povo progressista como é esse, da região pertencente á comarca de Guarapuava, e que não tem os preconceitos tão prejudiciaes á sociedade, d´esse bairrismo impenitente; esse povo comprehendeu que a colonia Prudentópolis, affastada 12 leguas da séde do município, essa colônia, podemos dizer, é quem abastece o próprio municipio de Guarapuava, com uma população tão densa, quasi como a d´aquelle município, não podia mais continuar sem a sua autonomia municipal,a menos que fossem prejudiciaes todos os interesses vitaes d´essa zona tão rica e tão prospera.

E n´estas condições, sr. Presidente, em nome d´aquelle povo, que tem vontade de progredir, em nome d´aquelle povo que está causando á todos assombro pelo desenvolvimento extraordinario que tem imprimido nas industrias e no comercio d´aquella zona, eu venho apresentar um projecto, elevando o actual districto de São João do Capanema a município, com a denominação de Prudentopolis.

Estou certo, sr. Presidente, que este projecto não encontrará objecção por parte da maioria, porque, como ella já tem demonstrado tantas vezes, se interessa, como nós, o que sóe acontecer a todos os bons paranaenses, pelo progresso do Estado em geral, e de suas zonas em particular.

Estou certo que ella não opporá obstáculo á passagem d´este projecto, que é de grande interesse para o proprio municipio de Guarapuava, porque hoje já não pode mais cuidar, com o carinho devido, dos interesses de um districto tão affastado, e que por si só tem elementos para ser um dos mais  ricos e prosperos do Estado. Mando á meza o meu projecto.” Affonso Alves de Camargo. APOIAMENTO: José Carvalho – Joaquim Monteiro – Victor do Amaral – Eurides Cunha – E. Westphalen – E. Stelfeld – Theotonio Marcondes – Candido de Abreu – José Torres – Celestino Junior – Claudino dos Santos – Generoso Marques”. Assim como FIRMO MENDES DE QUEIROZ e Outros, a memória de AFFONSO ALVES DE CAMARGO, autor do projeto de lei que criou o município de Prudentópolis, merece figurar com destaque, nominando rua, avenida, espaço público em nosso Município, nem que para isso se tenha de alterar a denominação de algum logradouro ou bem público municipal.

Agora que atuo ao lado do novo Prefeito ADELMO LUIZ KLOSOWSKI, acumulando as funções de Secretário de Administração e Procurador Geral do Município, não tenham dúvidas que me mobilizarei para sensibilizar o nosso ilustre Prefeito Adelmo, todo o secretariado municipal, especialmente as titulares das Secretarias da Cultura e da Educação, como os nobres Vereadores, para abraçarem esta causa e ajudarem a corrigir esta injustiça histórica, cultuando de forma merecida a memória do nobre deputado Affonso Alves de Camargo, que foi um dos grandes responsáveis, senão o principal, pela criação do Município de Prudentópolis.   

 

 



COMENTE ESTE E OUTROS POSTS NA FAN PAGE OFICIAL NO FACEBOOK: www.facebook.com/fanpageoficialfolhacentrosul








Advogado inscrito na OAB/PR sob nº 007155, formado pela PUC/PR. Egresso do movimento estudantil secundarista (UPES) e universitário (DCE-Puc, 1o Presidente eleito pelo voto direto - em 1974). Quando universitário, Assessor Especial do Secretário de Justiça do [+]Leia Mais

Arquivos

2017

2016

2015

2014

2013

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X