FCS Brasil
Eli Corrêa Fernandes
14/03/2015   

No centro do furação

Charge no New York Times ironiza reação de Dilma a protestos no Brasil.

Temos constatado nos últimos dias, através da mídia, que os esforçados militantes não tem conseguido por o povo nas ruas para se manifestar a favor do governo petista. São apenas alguns gatos pingados que saem por algumas ruas de algumas cidades deste país fazendo as suas juras de amor ao desgoverno que aí está. A maior parte do povo está com a situação entalada na garganta, não consegue e nem vai engolir goela abaixo tudo que está acontecendo.

Durante a campanha eleitoral, a candidata disse uma coisa, prometeu mundos e fundos, e agora a situação é outra. O brasileiro está aflito, nervoso, indignado com o extraordinário aumento do custo de vida, dos impostos, dos combustíveis, e com os cortes de verbas em setores importantes da administração. Mas o que mais indigna a todos, é que essa turma continua se fazendo de santa, não assume e nem reconhece os seus desmandos, não apenas na Petrobrás, como em outros setores, denunciados no Congresso Nacional e na mídia.

Como o mau exemplo vem de cima, a coisa desce a nível municipal, onde gestores denunciados à Justiça, pelo Ministério Público, por inúmeros crimes, procuram, com a maior cara de pau, se fazer de vítimas, de injustiçados, como se não tivessem feito nada de errado. Como se não tivessem traído de forma impatriótica a confiança da população. Não se dão conta, que por seus próprios atos impensados, no exercício do cargo público, estão agora no centro do furacão e frente a frente com a Justiça. Se tivessem andado na linha estariam tranqüilos e livres dessa incômoda situação. Agora, devem enfrentar a vergonhosa denúncia e processo criminal perante o Poder Judiciário, e ao mesmo tempo o julgamento aberto ao público, dos seus atos, pelo seu povo, por seus vereadores, na Câmara Municipal.

O saudoso congressista Ulysses Guimarães já dizia que

“A ÚNICA COISA QUE METE MEDO EM POLÍTICO É O POVO NA RUA”.

É exatamente este povo que irá observar bem de perto o trabalho dos seus representantes, para evitar omissões, abstenções e equívocos.

Como observador, afirmo que num regime democrático e de respeito ao estado de direito, como o nosso, será garantida à parte acusada amplo direito à defesa e ao contraditório. Mas pelo que se prenuncia do centro do furacão, o veredito tende a ser implacável, curvando-se às sólidas provas e aos sagrados princípios da ética, da moralidade, da legalidade e da probidade do administrador público.



COMENTE ESTE E OUTROS POSTS NA FAN PAGE OFICIAL NO FACEBOOK: www.facebook.com/fanpageoficialfolhacentrosul








Advogado inscrito na OAB/PR sob nº 007155, formado pela PUC/PR. Egresso do movimento estudantil secundarista (UPES) e universitário (DCE-Puc, 1o Presidente eleito pelo voto direto - em 1974). Quando universitário, Assessor Especial do Secretário de Justiça do [+]Leia Mais

Arquivos

2017

2016

2015

2014

2013

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

[email protected]

X