FCS Brasil
O Iluminista
29/08/2014   

Sendo despedaçada pela Rússia, Ucrânia cobra promessas feitas por EUA e Inglaterra

O texto abaixo é de Andy Hunder, diretor do Instituto Ucraniano em Londres. (Texto original: Link)

Duas décadas atrás, a Ucrânia foi o terceiro maior super-potência nuclear do mundo.

Um pouco da história da antiga União Soviética

A nação do leste europeu herdou um arsenal nuclear maior do que a do Reino Unido, China e França juntas. Qquando declarou a sua independência da União Soviética, em agosto de 1991, o país de então 52 milhões de pessoas, que hoje está sendo invadida por forças russas, ganhou o controle físico de aproximadamente 1.900 ogivas nucleares estratégicas e 2.500 armas nucleares táticas, incluindo um arsenal de SS-19 e SS-24 mísseis balísticos intercontinentais, e dezenas de bombardeiros estratégicos Tupolev com mísseis de cruzeiro lançados do ar.

Em 1996 Ucrânia voluntariamente entregou todas as suas armas nucleares e aderiu ao Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

Em troca de tornar o mundo um lugar mais seguro, recebeu garantias de segurança da Grã-Bretanha, os Estados Unidos ea Rússia, na forma do Memorando de Budapeste, assinada por Bill Clinton, Boris Yeltsin, e John Major, com promessas de "respeitar a independência e soberania e as fronteiras existentes da Ucrânia "e" abster-se de recorrer à ameaça ou uso da força contra a integridade territorial ou a independência política da Ucrânia. "

A Rússia tem clara e repetidamente violado a soberania ea integridade territorial da Ucrânia, inicialmente com a grilagem de terras da Criméia e, mais recentemente, pela invasão do leste da Ucrânia.

Como resultado, as forças apoiadas russo abatido vôo Malaysian Airlines MH17, matando 298 inocentes, homens, mulheres e crianças. Na semana passada, a imprensa britânica avistoo colunas de veículos blindados russos dirigindo em linha reta através da fronteira com a Ucrânia. Soldados e tanques russos estão agora a ser pegos em flagrante combates em solo soberano ucraniano.

Para Vladimir Putin, a independência da Ucrânia, o que efetivamente acabou com a União Soviética, era uma pílula muito amarga para engolir.

Putin já declarou publicamente que a queda da União Soviética foi "a maior catástrofe geopolítica do século 20." Presidente autoritário da Rússia não quer aceitar a independência da Ucrânia e suas ações no leste da Ucrânia visam a desestabilizar um Estado próspero e independente.

Como Ucrânia está agora sob o fogo das forças militares russas, o Reino Unido e os Estados Unidos devem acelerar e rever as garantias que foram dadas há duas décadas.

Quaisquer perspectivas futuras de não-proliferação nuclear global de segurança estão em grande risco se as promessas endossadas pelos EUA e Reino Unido não são respeitadas pela Rússia. Barack Obama e David Cameron deve enfrentar Vladimir Putin e manter os acordos feitos por seus antecessores.

(Texto original: Link)



COMENTE ESTE E OUTROS POSTS NA FAN PAGE OFICIAL NO FACEBOOK: www.facebook.com/fanpageoficialfolhacentrosul








Somos realistas e meritocratas, apenas isso. As grandes coisas feitas pela humanidade não seriam possíveis, sem trabalho, esforço, sangue, suor, Meritocracia. Jamais! O socialismo, o comunismo e todos os sistemas políticos e filosóficos já ultrapassados [+]Leia Mais

Arquivos

2017

2016

Dezembro

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2015

Dezembro

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2014

Dezembro

Novembro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2013

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X