FCS Brasil
O Iluminista
24/07/2013   

POLÍTICOS CAÍDOS TIVERAM MAIS UM 'SURTO DE RELIGIOSIDADE' EM FACE DA VISITA DO PAPA

Os políticos caídos mais uma vez tiveram um 'surto de religiosidade', coisa que acontece sempre que o Papa vem visitar o Brasil e sempre em momentos pré-eleitorais e, principalmente, em ano de eleição.

Contudo, as cortadas públicas como a de Joaquim Baborsa, os protestos cujos manifestantes levaram tiros de verdade da PM carioca ordenada diretamente pelo Prefeito e pelo governador do Rio de Janeiro, ambos aliados de Dilma e com a moral em baixa, bateram o martelo e derrubaram de vez os que já estavam para lá de caídos. Agora, é seguir com as manifestações e em outubro de 2014 saber usar a maior de todas as armas que, feliz ou infelizmente, é o voto.

UCHO.INFO: Vaticano critica oportunismo de Dilma e quer distância das armadilhas políticas da presidente

Plano frustrado – Na tentativa desesperada de escapar da crise que chacoalha o governo, a presidente Dilma Rousseffacrescentou mais uma derrota política ao seu currículo. Aproveitando a visita do papa Francisco para distrair a opinião pública, Dilma abusou do oportunismo ao pedir ao religioso apoio da Igreja Católica para projetos internacionais de combate à fome.

Trata-se de uma estratégia velha e conhecida, muito utilizada pelo então presidente Lula, agora um bem sucedido lobista de empreiteiras, para minimizar os efeitos colaterais dos escândalos de corrupção que marcaram seus dois governos.

A cúpula do Vaticano já descartou a possibilidade de aceitar o pedido da presidente, assim como não quer ver a Igreja Católica sendo utilizada como massa de manobra por um governo que está debaixo de sérias acusações e enfrenta uma incontestável crise de credibilidade.

A necessidade de colar sua imagem à popularidade crescente do papa Francisco levou Dilma a um ato impensado. A presidente enviou ao Vaticano uma carta em que pediu para que o papa transformasse sua vinda ao Brasil em viagem de chefe de Estado, o que, de acordo com o protocolo, o obrigaria a fazer escala em Brasília. Conhecedor das muitas artimanhas que impulsionam a política, o papa descartou de pronto o pedido de Dilma.

O papa Francisco está no Brasil como chefe da Igreja Católica e com o objetivo específico de participar da Jornada Mundial da Juventude, não para encontros políticos. Além disso, Jorge Mario Bergoglio, por sua trajetória, dificilmente se submeteria a uma armação partidária.

O viés meramente religioso da viagem papal ficou claro no posicionamento do pontífice, que não quer a presença de políticos durante a visita à favela Varginha, no Rio de Janeiro.

“O contato é com o povo, e justamente com o povo mais esquecido pelos governantes”, declarou um representante do Vaticano ao jornal “O Estado de S. Paulo”.



COMENTE ESTE E OUTROS POSTS NA FAN PAGE OFICIAL NO FACEBOOK: www.facebook.com/fanpageoficialfolhacentrosul








Somos realistas e meritocratas, apenas isso. As grandes coisas feitas pela humanidade não seriam possíveis, sem trabalho, esforço, sangue, suor, Meritocracia. Jamais! O socialismo, o comunismo e todos os sistemas políticos e filosóficos já ultrapassados [+]Leia Mais

Arquivos

2017

2016

Dezembro

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2015

Dezembro

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2014

Dezembro

Novembro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2013

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X