FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
21/09/2018   

Terrorista do Hezbollah preso pela PF também lavava dinheiro para o Narcotráfico

Foz do Iguaçu

 

O tal do, Assad Ahmad Barakat, além de financiar atos terroristas, assassinatos como membro do grupo terrorista islâmico, Hezbollah, tinha negócios com os Cartéis de Drogas, incluindo o PCC e com as guerrilhas que se espalham pelas fronteiras com o Brasil.

Assad  conseguia armas, explosivos, armas e ainda lavava dinheiro através de Cassinos no Paraguai e na Argentina para os Narcos.

A prisão do terrorista (que a velha mídia comunista chama de 'mero comerciante) é de fato um duro golpe no Narcotráfico e no terrorismo.

Certamente, isso, esse golpe qua também é um golpe nas finanças dos bandidos e terroristas, resultará em algum tipo de represália contra os governos brasileiro e paraguaio por parte dos Narcos e das Guerrilhas Comunistas que operam em mais de 17 mil Km de fronteiras.

As forças de segurança devem estar atentas e preparadas, sobretudo, nesse período eleitoral muito conturbado pelo qual o Brasil passa.


Detalhes: o sujeito já tinha sido preso em 2001 no Brasil por sonegação fiscal, foi extraditado ao Paraguai onde ficou enjaulado até 2009. Agora, é preso de novo por 'uso de documentos falsos', e deve ser outra vez extraditado ao Paraguai. Reparem: todos crimes de penas baixas, tudo para favorecer o operador dos Narcos?

No final, como nas séries de TV, tudo pode não passar de um grande teatro midiático tais prisões que acabam sempre soltando os terroristas e ainda lhes dando fama e ibope.

Mas, cada um que tire suas próprias conclusões.

Veja mais aqui, se quiser



 





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



UE X RÚSSIA

SÉRIE SOBRE EUA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X