FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
09/03/2016   

Dilma entrega casa mobiliada, vai embora e depois móveis são tirados de família no RS

E foi nessa entrega de 'casinhas' do 'minha casa, minha vida', que Dilma desceu a lenha no Juiz Moro e na Lava Jato, em defesa de Lula larápio.

REVEJA:Dilma usa 'entrega de casas' para descer a lenha no Juiz Moro e na PF em defesa de Lula

De: Pioneiro - Na segunda-feira de manhã, o casal Eliel e Adriane Silveira foi surpreendido ao saber que seria a presidente Dilma Rousseff quem lhes entregaria as chaves de seu apartamento no Residencial Campos da Serra, em Caxias do Sul.

A alegria ficou completa quando viu que o apartamento estava todo mobiliado e decorado. À tarde, porém, a decoração foi retirada, e na manhã desta terça-feira os eletrodomésticos foram levados também.

— Quando a presidente visitou o apartamento, ela perguntou sobre a mobília e os eletrodomésticos, e um rapaz da construtora disse: "Tudo o que está aqui dentro é um presente" — relata Eliel.

Adriane também está desconsolada com a retirada da geladeira, do fogão a gás, da televisão e da máquina de lavar.

—  O tapete, disseram que poderíamos ficar, porque tinha sido muito pisado. Só não levaram o resto dos móveis porque a gente bateu o pé e não deixou — garante, acrescentando. — Disseram uma coisa em frente a Dilma, mas quando ela e a imprensa foram embora, mudaram de ideia.

No apartamento, adquirido pelo programa Minha Casa, Minha Vida, ficaram os móveis da cozinha, mesa, cadeiras, sofá, rack, camas, colchões, armários e banheiros.

O QUE A EMPRESA DISSE?

A Arcari Empreendimentos, empresa responsável pelas obras do residencial, nega que a promessa tenha sido feita por seus representantes.

— Ninguém da empresa disse que os móveis e eletrodomésticos seriam doados. Na sexta-feira, nos avisaram que a presidente viria e que precisaríamos ambientar um apartamento para a visita — afirma Francielle Arcari, do departamento jurídico da construtora. — Conseguimos os móveis em consignação com uma loja, e outra parte emprestados, para serem devolvidos depois.

Ela explica que, como a família disse que alguém teria feito a promessa de doação, a empresa resolveu deixar os móveis lá, mesmo sem ter nenhuma obrigação contratual.

— Não estamos entendendo a reclamação. Colocamos até papel de parede, e vamos deixar, mesmo não sabendo quem prometeu. Só retiramos o que havia sido pego emprestado em uma casa, e três vasinhos da decoração. Inclusive pagaremos os móveis que estavam consignados — diz a advogada.

DEPOIS DA PRESSÃO: Empresa doará eletrodomésticos retirados após visita da presidente Dilma, em Caxias do Sul

 

====
Aos que às vezes reclamam de palavras fortes, alguns palavrões em nossas opiniões e sempre aparecem com 'mimimis', dizemos o seguinte:
"Sabemos muito bem que a nossa visão das coisas se arrisca a parecer louca: é porque dizemos, rápida e brutalmente o que temos a dizer, da mesma forma que se bate à porta de um dorminhoco quando o tempo urge." (Trecho do livro: "O Despertar dos Mágicos", de Louis Pauwels e Jacques Bergier, 22ª edição, página 93. https://goo.gl/R9Jvq5)
====






ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



LULA E OS PROCESSOS

NIETZSCHE

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

[email protected]

X