FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
23/04/2018   

Governo Temer gasta R$ 39 milhões em aluguel de contêineres para Venezuelanos

O cúmulo do absurdo, sendo feito por Temer, continuação de Dilma-Lula, ambos também responsáveis por ajudarem Chávez e Maduro, os tiranos que estão destruindo a vida das pessoas na Venezuela.


E VEJA ISSO>>> Brasil, Chile, Cuba e Noruega se unem pra livrar a barra de terroristas inspirados nas Farc

VEJA ISSO TAMBÉM>>>  R$ 37,2 milhões do dinheiro do povo brasileiro pra financiar a UNASUL em 2018


Fim da picada.

CONTAS ABERTAS REPORTA - Em meio às pressões do governo de Roraima para fechar a fronteira e barrar a entrada de imigrantes venezuelanos, a acolhida às vítimas da crise humanitária repercutiu nas contas públicas por meio da encomenda de quase R$ 39 milhões em contêineres.

O aluguel das peças foi encomendado pelo Ministério da Defesa a duas empresas, a Multiteiner e a Artex. Os empenhos foram feitos até 17 de abril, num período de pouco mais de um mês, desde que o presidente Michel Temer editou medida provisória destinando R$ 190 milhões para a assistência emergencial aos venezuelanos.

Pesquisa nas notas de empenho (primeiro passo na liberação do dinheiro) identificou modelos diferentes e preços que variam de R$ 5.000 a R$ 13.604,75. São contêineres para o alojamento de oito indivíduos, com instalações hidráulicas e elétricas, containers frigorífico, escritório e sanitário com banho, por exemplo. Por um valor médio de R$ 9.302, o dinheiro destinado à locação de contêineres até agora seria suficiente para mais de 4 mil unidades.

Os contêineres são, sem dúvida, o principal item da ação orçamentária intitulada “Assistência emergencial e acolhimento humanitário de pessoas advindas da República Bolivariana da Venezuela”. Eles são o destino de 88% dos empenhos registrados. A contabilidade já desconsidera os empenhos que foram cancelados no período.

A Contas Abertas questionou o Ministério da Defesa sobre onde seriam instalados os contêineres. A assessoria da Força Tarefa Logística Humanitária no Estado de Roraima, conhecida como Operação Acolhida, informou que, até aquele momento, 52 contêineres haviam sido instalados nos abrigos de imigrantes e em áreas de apoio a esses abrigos. As prefeituras de Boa Vista e Pacaraima cuidam de disponibilizar os locais para receber os venezuelanos.

Informou ainda que, apesar de caracterizada situação emergencial, a Base de Apoio Logístico do Exército no Rio de Janeiro, que centraliza as operações, tem realizado licitações para a locação dos contêineres.

A Agência a ONU para Refugiados (ACNUR) calcula de 1,5 milhão de venezuelanos tenham sido obrigados a fugir do país em busca de assistência humanitária. De acordo com o Comitê Nacional para os Refugiados do Ministério da Justiça, os venezuelanos responderam por 53% dos pedidos de refúgio registrados no ano passado: 17.865.





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



URNAS FRAUDADAS

BOLSONARO EVOLUI

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X