FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
23/07/2016   

TSE ignora fato da empresa das urnas eletrônicas ter sido condenada por corrupção nos EUA

ATUALIZADO EM 29/09/2016 às 06:30

Eleições já estão aí e o TSE dormindo no ponto, convenientemente.

ATUALIZAÇÃO:  Lavagem de dinheiro descarada: 'desempregados' doam R$ 300 milhões para candidatos

O TSE simplesmente se cala diante do gravíssimo fato das urnas das eleições de 2016 serem da mesma empresa que já foi condenada por corrupção nos EUA, a Diebold e que mudou de nome ao incorporar outras empresas na América Latina, passando a se chamar de Procomp.

O fato claro, público e notório é que o sistema eleitoral brasileiro atual é altamente fraudável e mais esse fator aqui explicitado, torna as eleições mais suspeitas ainda.

O que o TSE deveria fazer? Suspender as eleições até que uma auditoria ampla com observadores especializados na área, testifique, que não há risco de fraudes. Além disso, que as eleições de 2016 e vindouras sejam acompanhadas pelo mesmo corpo técnico independente, forças armadas, PF e tudo o mais para assim evitar de fato fraudes cabulosas como já se viram anteriormente.

Mas, enquanto se recusam a agir de maneira transparente e séria, a desconfiança total continua.

===

MAIS LINK´S >>>> Fraudes sem fim no sistema eleitoral do Brasilzuela>>>

===

LEIA A POST COMPLETA ABAIXO

Trata-se de Procomp, antiga Diebold, que fornecerá 150 mil urnas eletrônicas ao custo de mais de R$ 351 milhões de reais, conforme o Edital Nº 53/2015.

Antes, uma observação:  o site do TSE mais parece um labirinto cheio de informações embaralhadas e difíceis de serem encontradas do que um site governamental que tem obrigação de ser transparente. De fato,  um cidadão comum, com pouca lide na área tecnológica/informática, dificilmente, irá encontrar algo de seu interesse lá.

E uma das coisas de interesse público, de todos os cidadãos é saber que urnas serão usadas este ano, nas eleições municipais de 2016?

Depois de uma atenta pesquisa pelos labirintos do site do TSE, o FCS Brasil encontrou a resposta.

Não serão as urnas da Smartmatic/Engetec, que foram empregadas nas eleições presidenciais de 2014 e que são objeto da Ação Popular  Nº 5004277-19.2015.4.04.7204/SC, constante na Justiça Federal de Santa Catarina, movida por Matheus Faria e outros, onde o Ex-presidente do TSE, Ministro do STF, Dias Toffoli figura como réu.

REVEJA: Tribunal Federal da 4ª Região mantém Ministro Dias Toffoli no banco dos réus

CONTUDO, A SUSPEITA CONTINUA, POR QUE AS URNAS DE 2016 SERÃO AS DA EMPRESA PROCOMP, ANTIGA DIEBOLD.

É A MESMA EMPRESA DAS ELEIÇÕES QUE LEVARAM LULA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA POR DUAS VEZES E DILMA UMA VEZ.

A EMPRESA QUE MUDOU DE NOME DE DIEBOLD PRA PROCOMP JÁ FOI CONDENADA NOS EUA POR CORRUPÇÃO, SUBORNO E LAVAGEM DE DINHEIRO.

No site do TSE consta que foram contratadas ainda em Dezembro de 2015, quando Dias Toffoli ainda era o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, 150 mil urnas eletrônicas ao custo de mais de R$ 351milhões de reais, conforme o Edital Nº 53/2015. CLIQUE AQUI PARA VER E PESQUISAR OU CLIQUE AQUI TAMBÉM E PROCURE POR ATA 0042/2015

Há uma bagunça nas informações dos infernos, já que há outro contrato com aditivos que passam de R$ 450 milhões e que são alvo de ação onde Toffoli e a Smartmatic são réus. 

Contudo,

A DIEBOLD, QUE AGORA É PROCOMP, 'GANHADORA' DA LICITAÇÃO DAS URNAS 2016, JÁ FOI ATÉ CONDENADA NOS EUA POR FRAUDES.

Reveja algo: "Diebold settles U.S. bribery charges for $48 million". Trata-se de artigo em Inglês, sobre o envolvimento da empresa com fraudes, subornos/propinas e lavagem de dinheiro pelo mundo.

E vejam só, a PROCOMP que era a DIEBOLD, (Ou seja, só mudou de nome), é a mesma que aparece na licitação que levou Toffoli ao banco dos réus, em face da ação de Matheus Faria e outros que ainda segue na Justiça Federal.

Reveja:

 

CONSIDERAÇÕES:

Dias Toffoli, embora não seja mais presidente do TSE, mas por ser Réu por conta das licitações irregulares, deveria ter sido afastado do cargo de Ministro já faz tempo, já que sua figura é claramente suspeita de julgar qualquer coisa, estando envolvido em mutretas desse porte, não é?

Gilmar Mendes, atual presidente do TSE, que deu seguimento e agora autoriza as eleições com urnas da mesma empresa, aparentemente, do mesmo grupo que já forneceu urnas nas eleições anteiores, cheias de fraudes, deve, no mínimo uma explicação clara ao povo.

O povo, deve sim pesquisar, ir atrás de informações confiáveis como estas, e ficar esperto, por que, no fundo, 'com as urnas fraudáveis da Procomp/Diebold', 'facinho de confundir', os votos que depositam em 'Dejair' podem ir para o  'João do Caminhão'.

E tudo segue como D´antes no quartel de Abrantes.

===

DOCUMENTO CONSTANTE DO SITE DO TSE E QUE COMPÕE ESTA POSTAGEM:

 

===

REVEJA>>>

 





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



NÃO TEM VOLTA

FÓRMULA VENCIDA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

[email protected]

X