FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
09/07/2016   

Governo diz que 'vai analisar se teve irregularidades', em liberações do BNDES pro porto em Cuba

"Vai ver se tem mutreta", como se ninguém soubesse que se trata de uma baita mutreta.

O Porto Mariel feito com dinheiro do povo brasileiro beneficiou Lula e o cartel das empreiteiras, além dos ditadores cubanos que embolsaram grande parte da grana. Isso, a Lava Jato já mostrou.

REVEJA:  Lula fez o diabo para tirar dinheiro do BNDES e favorecer a Odebrecht em Cuba e Venezuela

Até hoje, devido ao sigilo, ninguém sabe exatamente quanto foi liberado do BNDES para a realização das tais 'obras'. Fala-se em mais de R$ 1 bilhão, liberados por Dilma, sem autorização do Congresso.

REVEJA: Cuba passa a perna e leiloa porto feito com dinheiro do povo brasileiro para EUA e Rússia

REVEJA: Porto pago com o dinheiro do povo brasileiro, serve como 'escoador' de armas, segundo ONU

REVEJA:  Fidel Castro e irmão estão 'podres de ricos' após construção do Porto com dinheiro do Brasil

REVEJA: Bilhetinho condena Lula, Pimentel, Odebrecht, Irmãos Castro e as mutretas com o Porto em Cuba

REVEJA:  Governo determina sigilo de 30 anos sobre R$ 1 bilhão gastos em porto cubano

Agora, o governo Temer, com o velho discurso que mistura 'promessa pra boi dormir e frouxidão', diz que irá 'analisar se houve alguma irregularidade na liberação de recursos do BNDES para contratos'.

VAI ANALISAR? SE HOUVE IRREGULARIDADES?

Só a turma do Temer, com os rabos presos ainda não viram que o Porto Cubano foi um grande e devastador esquema de desvio e lavagem de dinheiro.

Congresso em Foco diz - A auditoria, comandada pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, vai analisar os contratos do porto para verificar se o empreendimento, construído pela Odebrecht, deu algum retorno em prestação de serviços para empresas brasileiras. Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, a expectativa é de que a contrapartida não tenha sido significativa, uma vez que em Cuba, quase tudo está nas mãos do Estado, ou tem o governo como sócio majoritário.

Nea segunda-feira (4), o juiz federal Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal, em Brasília, determinou que o BNDES dê acesso aos documentos sobre o financiamento do Porto de Mariel, solicitados pelo economista Adolfo Sachsida. Até então, os dados sobre o processo administrativo eram mantidos em segredo sob a alegação de sigilo bancário, e só poderiam ser conhecidos em 2027.

“A existência de indícios de irregularidades nas operações de financiamento para reconstrução do Porto de Mariel, cujos contratos se pretendem exibir, sobrepõe-se ao dever de sigilo sobre as referidas operações”, diz o juiz em sua decisão.

O negócio é marcado por suspeita de tráfico de influência do ex-presidente Lula em favor da Odebrecht. O Instituto Lula nega as acusações. ***(Com informações de Congresso em Foco)

PROFESSORA JÁ TINHA DITO QUE 'EMPRÉSTIMOS' ERAM ILEGAIS


===





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



CANALHAS

CURTA BOA MÚSICA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

[email protected]

X