FCS Brasil
Arquivos Vivos FCSBR
26/04/2015   

Não interessa o que o Estado diz. Nós falamos outra língua. Moramos em outro país!

Música de resistência>>>

Engenheiros do Hawaii, um banda do Rio Grande Sul e que ganhou destaque nacional e internacional. Seus grandes sucessos estão na boca e na memória do povo, em todas as idades e classes sociais. A música: 'Exército de um homem só', pode ser vista como uma forma de resistência aos tempos de tirania e ditadura travestida de democracia, como a que vivemos.

SAIBA MAIS SOBRE A BANDA ENGENHEIROS DO HAWAII

"Não interessa o que o Estado diz;  Nós falamos outra língua; Moramos em outro país"

Ou seja, moramos num outro Brasil, num  Brasil que luta por dias melhores, num Brasil da meritocracia, sem frescura, sem bundamolíce, realista, contra a corrupção em todos os níveis.

LETRA:

Não importa se só tocam
O primeiro acorde da canção
A gente escreve o resto em linhas tortas
Nas portas da percepção
Em paredes de banheiro
Nas folhas que o outono leva ao chão
Em livros de histórias seremos a memória dos dias que virão
Se é que eles virão

Não importa se só tocam
O primeiro verso da canção
A gente escreve o resto sem muita pressa
Com muita precisão
Nos interessa o que não foi impresso
E continua sendo escrito à mão
Escrito à luz de velas quase na escuridão
Longe da multidão

Somos um exército, o exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Somos um exército, o exército de um homem só
Sem bandeira
Sem fronteiras
Pra defender
Pra defender

Não importa se só tocam
O primeiro acorde da canção
A gente escreve o resto e o resto é resto
É falsificação
Sangue falso, bangue-bangue italiano
Suíngue falso, turista americano
Livres desta estória, a nossa trajetória não precisa explicação
E não tem explicação

Somos um exército, o exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Somos um exército, o exército de um homem só
Sem bandeira
Sem fronteiras
Pra defender
Pra defender

Não interessa o que o bom senso diz
Não interessa o que diz o rei
Se o jogo não há juiz
Não há jogada fora da lei
Não interessa o que diz o ditado
Não interessa o que o Estado diz
Nós falamos outra língua
Moramos em outro país

Somos um exército, o exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Nesse exército, o exército de um homem só
Todos sabem
Que tanto faz
Ser culpado
Ou ser capaz
Tanto Faz...

12/04/2015   

Lobão fala a real em 'A Posse dos Impostores'

Lobão, João Luiz Woerdenbag Filho, (nascido no Rio de Janeiro em 11 de outubro de 1957) e´um dos poucos músicos brasileiros que ainda fala a real, sem medo de ter medo, sem frescura, honesta e sinceramente. O cantor sempre está engajado na luta por um país melhor, inclusive indo pra rua com o povo contra a corrupção!

O Brasil precisa de mais gente como Lobão, Danilo Gentili e outros que falam o que é fato, que sabem ler a realidade pela qual passamos e buscam de alguma fora contribuir para melhorar essa bagaça.

LEIA TAMBÉM: Lobão lança música inédita

27/03/2015   

Sempre houve ladrões, maquiavélicos e safados, já dizia Raul Seixas em 'Cambalache'

Mais uma canção esclarecedora de Rauzito sobre o que sempre existiu e continuará existindo nesse mundo insano: corrupção e confusão.

"Vivemos atolados na lameira
E no mesmo lodo todos manuseados
Hoje em dia dá no mesmo ser direito que traidor
Ignorante, sábio, besta, pretensioso, afanador
Tudo é igual, nada é melhor
É o mesmo um burro que um bom professor"

SENACIONAL, O REALISMO DE RAUL SEIXAS.

Quem não conhece, conheça. Quem já conhece, se deleite!

CAMBALACHE

Que o mundo foi e será uma porcaria eu já sei
Em 506 e em 2000 também
Que sempre houve ladrões, maquiavélicos e safados
Contentes e frustrados, valores, confusão
Mas que o século xx é uma praga de maldade e lixo
Já não há quem negue
Vivemos atolados na lameira
E no mesmo lodo todos manuseados
Hoje em dia dá no mesmo ser direito que traidor
Ignorante, sábio, besta, pretensioso, afanador
Tudo é igual, nada é melhor
É o mesmo um burro que um bom professor
Sem diferir, é sim senhor
Tanto no norte ou como no sul
Se um vive na impostura e outro afana em sua
Ambição
Dá no mesmo que seja padre, carvoeiro, rei de paus
Cara dura ou senador
Que falta de respeito, que afronta pra razão
Qualquer um é senhor, qualquer um é ladrão
Misturam-se beethoven, ringo star e napoleão
Pio ix e d. joão, john lennon e san martin
Como igual na frente da vitrine
Esses bagunceiros se misturam à vida
Feridos por um sabre já sem ponta
Por chorar a bíblia junto ao aquecedor

Século xx "cambalache", problemático e febril
O que não chora não mama
Quem não rouba é um imbecil
Já não dá mais, força que dá
Que lá no inferno nos vamos encontrar
Não penses mais, senta-te ao lado
Que a ninguém mais importa se nasceste honrado

Se é o mesmo que trabalha noite e dia como um boi
Se é o que vive na fartura, se é o que mata, se é o
Que cura
Ou mesmo fora-da-lei

Espaço de arquivos vivos e mortos, divulgação de ideias, imagens, vídeos de internautas, reivindicações do povo entre outras coisas:  envie E-mail: [email protected] SAIBA MAIS SOBRE O FCS [+]Leia Mais

Arquivos

2018

2017

2016

2015

Dezembro

Novembro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2014

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X